Linda, Quer Almoçar Comigo?

O tempo nunca para,

Não volta, não pula;

Enquanto a saudade não sara

A gente simula

 

O casamento, a festa,

E mais uma vez a lua-de-mel.

Agora o que me resta

Finalmente levantar teu véu.

 

Meu amor, meu abrigo,

Mais que melhor amiga, uma irmã;

Linda, quer casar e almoçar comigo,

Depois da aula amanhã?

 

-15

Dê-me A Lua

Qual é a maior distancia do chão que voce pode ficar?
Se for muito grande,pediria para você ir lá,pegar a lua para me dar!
Voce me daria a lua? Com todas as constelações,voce enfrentaria a gravidade para ganhar meu coração?
Eu e voce correndo pela imensidão,dando a mão.Dançando sob as galaxias e cometas,desafiando o limite do planeta,so por um momento de descontração.
Entao vem e me de a mão,que ja não importa mais por quantos dias teremos que viajar para nosso objetivo alcançar.quebramos todos os limites,todas
as barreiras.Porque somos eu e você por ai a noite inteira … Voce me daria a lua,somente para ver meu olho brilhar como quando eles te beijaram
pela primeira vez em que te viram.
voce me daria a lua ? se eu a tivesse não trocaria pelo presente mais caro.
Voce me daria a lua,para me ver sorrir por 1 minuto ?
Vem comigo e esquece o resto do mundo …

 

Yasmim Rocha

Memória Sem Conselhos

Algumas dicas e conselhos andam pela minha cabeça, perguntas e dúvidas também.

Outro dia vi em um maço de cigarro: “Fumar mata.”. E vejo que as pessoas mesmo assim fumam, logo cheguei a conclusão que seria inútil por nos panfletos das eleições: ” O governo MATA”. Pois todos sabemos disso e continuamos assim mesmo na fácil e egoística rotina.

– Riccardo Riccio

Morrer De Amor

O que nos faz viver é o que nos mata.

O oxigênio, que é o nosso principal combustível, nos oxida, nos enferruja, nos mata.

Mas não vivemos pra respirar, vivemos pra amar e amamos pra viver, ou seja, a cada delicioso e longo suspiro de amor, ficamos um pouquinho mais enferrujados. Daí o morrer de amor.

– 15

Briga

Quando um não quer, dois brigam.

 

– Bryan Asfora Coutinho

Momento 3

Cabisbaixo, com o coração comprimindo, pensando em tudo mas em nada, resolveu dar uma volta na praia. E lá foi o pensante homem solitário, empunhando as sandálias em uma mão e a camisa em outra, refrescando o peito com o vento que vinha acompanhado da maresia.

Depois de pisar em tanta areia, resolveu deitar-se e contemplar as estrelas, a complexidade do universo, o infinito. Mas antes, porque não dar uma pequena espiada na hora?

Uma estrela cadente, duas, três. Mas a terceira, era vermelha e caia lentamente do céu, até adentrar bruscamente o mar calmo. O coração acelerou, a cabeça formentou zilhões de idéias. Até que surgisse uma onda que o engulisse.

Instantâneamente um clarão branco tomou conta de seus olhos. E quando o clarão passou, apenas via tubos entrelaçados correndo pelo teto. E o clarão voltou a dominar sua visão. O clarão passou de novo, e o homem, que a pouco estava se perguntando se havia outros muito distante, se encontrava rodeado por coisas que  jamais havia visto, todos eles com formatos estranhos, se entre olhando e emitindo sons que ele não entendi nada.

Um suspiro, os olhos abrem, e o homem, agora um pouco assustado, ainda encontra-se sobre a areia sob aquele painel de estrelas.

A dúvida surge, realidade ou um sonho. Ah! Claro que foi mais um sonho…

Porque não dar uma pequena espiada na hora? O tempo voltou uma hora.

– 15

Momento 2

Nossa, nunca tinha percebido como esse sofá novo, que eu paguei uma nota, é tão confortável. Mas também, quem é que vai ligar tanto assim com essa TV gigantesca e essa mansão no melhor bairro do país?! Ah, que se dane esses montes de dinheiro e esses móveis super caros, afinal, eu tenho de um lado a mulher que eu amo,e confesso que ela continua linda e com um corpasso! E do meu outro lado, o fruto desse amor, o meu filhão, que até agora só me deu orgulho!

Abro os olhos, olho pro despertador, são 4 da manhã, sento na cama. Ainda tenho 17 anos e muitos planos.

– 15